O QUE FAZEMOS

A Associação Sementes de Vida conta com duas respostas sociais o CAFAP – Centro de Apoio Familiar e Aconselhamento Parental e a EPRSI – Equipa de Protocolo de Rendimento Social de Inserção.

 


Em Setembro de 2005, foi criada a primeira Resposta Social da Associação Sementes de Vida, através de Acordo de Cooperação com o ISS, IP. – Centro Distrital de Segurança Social de Beja, surgindo assim o CAFAP – Centro de Apoio Familiar e Aconselhamento Parental.

A atual formação do CAFAP conta, nos dias de hoje, com uma Equipa de 4 colaboradores da área social, nomeadamente diretora técnica, assistente social, psicólogo e animadora sociocultural.

O Centro de Apoio Familiar e Aconselhamento Parental, é um serviço de apoio especializado a famílias com crianças e jovens, vocacionado para a prevenção e reparação de situações de risco psicossocial mediante o desenvolvimento de competências parentais pessoais e sociais das famílias.

A Modalidade de Intervenção adotada pelo Centro de Apoio Familiar e Aconselhamento Parental da Associação Sementes de Vida é a Preservação Familiar, centrando a sua intervenção numa metodologia direcionada para a avaliação familiar e situação de risco psicossocial das famílias e concretiza-se através da implementação de projetos ou programas estruturados em função da situação particular de cada família.

A intervenção privilegia a abordagem sistémica, intensiva e dinâmica das situações, numa perspetiva de complementaridade, tem em conta a proximidade e o caráter integrado e regular da intervenção, por forma a permitir um conhecimento e uma visão global da estrutura e da dinâmica familiar.

 


Em Setembro de 2007, surge a oportunidade de Protocolo com o ISS, IP – Centro Distrital de Segurança Social de Beja, no âmbito do Rendimento Social de Inserção, com a duração de 2 anos, o qual tem sido sucessivamente prolongado por iguais períodos, até ao momento.

Esta Equipa é constituída por 5 elementos, psicóloga, assistente social e 3 ajudantes de ação direta, desempenha as suas funções abarcando uma média de 100 famílias beneficiárias de rendimento social de inserção.

A Equipa de Protocolo RSI da Associação Sementes de Vida visa garantir a intervenção junto das famílias, na criação de condições de autonomia, através do seu acompanhamento efetivo, tendo em vista:

  • A potenciação dos fatores de proteção de cada família, enquanto estratégia de prevenção;
  • A intervenção precoce enquanto estratégia eficaz para minimizar situações de risco ou perigo;
  • A abordagem local e comunitária, através de iniciativas e serviços locais, centrados na comunidade e promotores do desenvolvimento social.